Estadão

Tchouaméni chega ao Real e revela papo com Mbappé: Perguntou se eu iria ao PSG

Depois de vencer a concorrência do Paris Saint-Germain, o Real Madrid apresentou, nesta terça-feira, o volante francês Aurélien Tchouaméni como reforço para a temporada 2022/2023. Em contato com a imprensa, o jovem jogador de 22 anos, que vinha se destacando com a camisa do Monaco, falou sobre a tentativa de seu amigo Kylian Mbappé em convencê-lo a se juntar ao PSG em vez de ir para Madri.

"Kylian ficou no PSG e sabia que eu estava deixando o Monaco, por isso ele quis saber se eu poderia ir para o PSG, mas eu falei para ele que minha primeira opção sempre foi o Real Madrid, e ele entendeu perfeitamente", afirmou o meio-campista durante a coletiva de apresentação. "No momento que o Madrid ligou, eu disse ao meu agente e ao clube (Monaco) para encontrarem o melhor acordo para todos", completou.

Assim como o compatriota, Mbappé recebeu ligações recentes do Real, durante negociações que alimentaram as principais expectativas desta janela de transferências. Veículos da imprensa espanhola davam como quase certa a contratação, mas o PSG ofereceu uma renovação milionária ao astro francês e conseguiu garantir a continuidade dele no elenco.

A escolha de Tchouaméni, portanto, é vista pelo Real Madrid como uma vitória sobre o clube parisiense, alvo de muitas críticas por sua atuação no mercado e acusado de violar o fair play financeiro. "Temos que nos reforçar com jogadores que acreditam neste clube, que têm gana pela vitória e que tenham demonstrado talento e entrega dentro de campo", comentou o presidente merengue Florentino Pérez, ao lado do novo reforço, nesta segunda.

Tchouaméni, alheio às disputas políticas entre dirigentes, apenas celebrou a realização de um sonho. "Eu não duvidei por nenhum segundo. Era meu sonho. Eu quero deixar minha marca no futebol e o Real Madrid é o melhor clube para eu realizar isso", disse a promessa francesa, que busca inspiração em gigantes de outros esportes, como Kobe Bryant e Michael Jordan, para prosperar no futebol. "Eles sempre deram o máximo para se tornarem capazes de jogar em alto nível".

Descendente de camaroneses, mas nascido em Rouen, na França, o meio-campista iniciou carreira no Bordeaux antes de ir ao Monaco, pelo qual fez 95 jogos. Peça importante na campanha de terceiro lugar do time no último Campeonato Francês, o volante estreou na seleção principal em 2021 e vem ganhando espaço com o técnico Didier Deschamps. Foi nomeado jovem jogador do ano na temporada 2020/2021 quando chegou ao Monaco.