Estadão

Time Brasil se espalha no Japão na reta final de aclimatação aos Jogos Olímpicos

Aos poucos os atletas do Brasil estão chegando ao Japão para a reta final de preparação e aclimatação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Faltando pouco mais de uma semana para a cerimônia de abertura, 140 atletas de 11 modalidades já estão em quatro das oito bases exclusivas do Time Brasil, além da uma vila satélite, onde contam com estrutura de alto nível para treinar, se alimentar e descansar.

O cavaleiro João Victor Marcari Oliva será o primeiro atleta brasileiro a entrar na Vila Olímpica em Tóquio, nesta sexta-feira. "Quero trazer de Tóquio o melhor resultado do Adestramento brasileiro em Olimpíadas", planejou o atleta. Além dele, também desembarcam no Japão três atletas do tae kwon do, que ficarão na cidade de Ota, e sete do judô, que seguem para Hamamatsu.

A base do Time Brasil em Ota é a que concentra o maior número de atletas brasileiros. Estão treinando no local as equipes feminina e masculina de handebol, o boxe, as duplas de vôlei de praia e a seleção masculina de vôlei. Na base de Hamamatsu já estão o judô e o tênis de mesa; na de Nagato, o rúgbi e, em Enoshima, a vela. Os atletas de canoagem slalom, que teve em Ana Sátila a primeira atleta do país a chegar em Tóquio para os Jogos, estão treinando na cidade.

Se a base de Ota já está a todo vapor, Sagamihara também já tem grande movimentação de atletas brasileiros. Dez atletas da natação chegaram na última terça-feira e já iniciaram os treinamentos na piscina. O período de adaptação na cidade, que faz parte da província de Kanagawa, não é novidade para a equipe. Em 2019, alguns membros desse time já haviam passado por Sagamihara para a preparação para o Mundial de Esportes Aquáticos. Na quarta-feira foi a vez da seleção feminina de vôlei começar a sua caminhada aos Jogos de Tóquio-2020 pela base.

A natação ficará até este domingo em Sagamihara e o vôlei feminino, até o dia 21. Em seguida, as modalidades vão para a Vila Olímpica e terão o apoio da base Time Brasil em Chuo. "A piscina é toda nossa. O COB está nos dando um baita suporte e estamos muito bem instalados. Agora é cair na água e nadar, nadar rápido e com muita força. Que tenhamos um bom trabalho. Vamos com tudo", disse Felipe Domingues, técnico da seleção.

O Time Brasil terá uma delegação recorde no Japão: 301 atletas, em 35 modalidades, maiores números da história do país em uma edição realizada no exterior, sendo 31 medalhistas e 18 campeões olímpicos.