Estadão

Tradicional buffet de SP anuncia fechamento nas redes sociais e clientes temem prejuízo

O Buffet Colonial anunciou pelas redes sociais na quinta-feira, 14, o fechamento da empresa, pegando os clientes, que não haviam sido avisados, de surpresa. Na nota divulgada, o tradicional buffet de São Paulo, que funcionava em Indianópolis, explicou que deixaria de atuar no ramo de eventos devido aos impactos da pandemia.

"Infelizmente, devido à pandemia, a empresa entrou em uma grande crise financeira, que chegou ao seu limite na última semana. Não foi possível prosseguir e nem realizar mais eventos. O imóvel era alugado e foi devolvido aos proprietários", respondeu ao <b>Estadão</b> a assessoria de imprensa da empresa.

"Avisamos aos clientes no momento em que chegamos ao nosso limite. O Colonial lutou de todas as formas para não chegar nesta situação, mas a crise da pandemia foi cruel com o setor de eventos", acrescentou o estabelecimento.

Os clientes relatam terem descoberto a situação através do post publicado no Instagram da empresa, e reclamam de não terem sido avisados da situação com antecedência. Ao entrar em contato com a empresa, eles contam receber a mesma mensagem padrão da assessoria do buffet, que diz não haver previsão para o reembolso.

"Não parecia que era real. A primeira coisa que fiz foi checar meu e-mail, porque pensei que uma coisa dessas eles teriam avisado", lembra a gerente comercial Gabriele Bessa, de 25 anos. "Quase toda nossa festa de casamento estava incluída no contrato com eles e estava quase tudo pago". A noiva diz que não teve nenhuma resposta do que será efetivamente feito, e nem propostas de negociação.

Bessa conta que mais de 50 clientes que se sentiram lesados estão em um grupo para compartilhar informações, e que todos recebem as mesmas respostas da empresa. Ela relata também que alguns casais fecharam contratos uma semana antes do anúncio de fechamento. "Não tinha como eles não saberem. Há três semanas, eles autorizaram a gente a fazer uma visita técnica no local. Não foi falência, foi golpe", afirma.

O engenheiro civil Fernando Redorat, de 32 anos, assinou um contrato de cerca de R$ 73 mil no começo de fevereiro deste ano e reclama da falta de suporte da empresa. "O telefone ninguém atende, os e-mails ninguém responde, só recebemos a mesma mensagem automática", conta.

A publicitária Ana Carolina Nascimento, de 25 anos, relata uma experiência semelhante. Com o casamento fechado desde 2020, e agendado para setembro deste ano, o prejuízo seria de R$ 25 mil, que já havia sido completamente pago. "Não desconfiamos de nada, primeiro pela reputação da casa, um buffet tradicional de São Paulo, e segundo pelo bom atendimento que prestavam", conta. O buffet tem mais de 50 anos de atuação no mercado. "É uma situação desesperadora, levaram nosso sonho embora", acrescenta.

Vilma Nogueira Fortuna, produtora de eventos que trabalhava para o Buffet Colonial, conta que o buffet funcionou até o domingo anterior ao anúncio de fechamento e que os funcionários foram avisados para não comparecer ao local entre segunda e quarta-feira, quando seriam realizadas manutenções e dedetização. "Fizeram evento no sábado como se nada tivesse acontecendo. Apenas na quinta-feira de manhã nos informaram que o buffet não faria mais nenhum evento. Quando os funcionários chegaram, o espaço já estava todo desmontado, levaram tudo embora", relata. "Não acredito que seja falência, acredito que foi um golpe, por terem escondido até o ultimo momento."

"Eles não tiveram essa informação (da falência) do dia pra noite, mas todos os funcionários foram comunicados de última hora", diz a produtora. "A partir da divulgação da nota, todos desapareceram, e disseram que os contatos seriam apenas através da assessoria. Estão pensando na imagem do buffet e não nos clientes", acrescenta.

O Buffet Colonial disse, por meio de sua assessoria, que todos os 74 clientes foram contatados, e que o processo de reembolso já foi iniciado, com alguns casos já concluídos, mas os integrantes do grupo de clientes afirmam não terem recebido nenhuma proposta de negociação ou reembolso.

"A comunicação aconteceu e vem acontecendo diretamente com cada um dos clientes. Via e-mail, todos foram avisados entre sexta-feira e sábado. Via telefonema, o processo se iniciou ainda na sexta-feira e ontem foi concluído", afirma a empresa.

"O Buffet Colonial é uma empresa séria, com mais de 54 anos de atuação. Foram mais de 15 mil eventos realizados. A empresa está ciente do tamanho do problema e vem trabalhando para resolver todos os casos, de todos os clientes. Avisamos a todos os clientes que em breve teremos novidades e vamos contatar novamente e diretamente cada um deles."

A empresa diz ainda estar sendo acusada injustamente de golpe pelas redes sociais e também por meio de uma pichação com a palavra "golpista" no imóvel usado pelo buffet. "Neste momento, os donos do Buffet estão sendo acusados, caluniados e até ameaçados", afirma.