Estadão

Ucrânia diz que Rússia não cumpre cessar-fogo e evacuações são interrompidas

O gabinete do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse que as evacuações de civis foram interrompidas em Mariupol, onde autoridades de defesa russas haviam anunciado um cessar-fogo mais cedo.

Kyrylo Tymoshenko, vice-chefe do gabinete de Zelensky, afirmou que o esforço para a evacuação foi interrompido porque a cidade de Mariupol permaneceu sob ataque neste sábado.

"O lado russo não está mantendo o cessar-fogo e continuou atirando contra a própria Mariupol e seus arredores", disse Tymoshenko. "As conversas com a Federação Russa estão em andamento para estabelecer um cessar-fogo e garantir um corredor humanitário seguro."

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou anteriormente, em comunicado, que concordou com as rotas de evacuação em Mariupol, um porto estratégico no sudeste, e para a cidade de Volnovakha, no leste. No entanto, uma autoridade de Mariupol informou que, apesar do acordo, os bombardeios continuaram.