Estadão

Marcas de luxo fecham lojas russas e encerram atividades no país

Hermès, Chanel e Cartier anunciaram nesta sexta, 4, o fechamento de lojas e a suspensão de suas operações na Rússia. As três marcas são as primeiras do mundo da moda a restringir suas atividades no país. Apesar da pressão de clientes e fornecedores, Gucci e Louis Vuitton ainda não se pronunciaram. Os consumidores russos gastam US$ 9 bilhões por ano em produtos de luxo e respondem por cerca de 3% da receita total do setor.
As informações são do jornal <b>O Estado de S. Paulo.</b>