Cidades

36% dos clientes de Guarulhos atingiram meta parcial para receber bônus na conta de Luz

Rio de Janeiro - Consumo de energia elétrica, lâmpada e interruptor de luz. (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Em Guarulhos, 36% dos clientes elegíveis ao Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica, conseguiram atingir a meta parcial de diminuição mensal mínima de 10% do seu gasto de energia no período. Caso mantenham a redução, esses consumidores receberão bônus na conta de luz a partir de janeiro de 2022. O levantamento é da EDP, distribuidora de energia elétrica da cidade.

Em vigor há três meses, o programa foi estabelecido pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), e é válido para o consumo residencial, industrial, comercial, rural e serviços e outras atividades. A iniciativa, que abrange todo o território nacional, proporcionará descontos na conta no valor de R$ 0,50 para cada kWh economizado, no período de quatro meses (setembro a dezembro). O abatimento será concedido a quem poupar no mínimo 10% e no máximo 20% em relação ao mesmo intervalo de meses do ano de 2020. O desconto correspondente será lançado nas faturas de energia elétrica a partir de janeiro de 2022.

Se, por exemplo, uma família consumiu 200 kWh em setembro de 2020, 180 kWh em outubro, 190 kWh em novembro e 200 kWh em dezembro de 2020, seu consumo médio de referência proporcionalizado em relação aos dias de leitura foi de 191 kWh. Desta forma, essa família precisa reduzir seu consumo mensal em no mínimo 10% para participar do programa de bônus, o que equivaleria a um consumo médio mensal em torno de 172 kWh. Neste caso, o bônus creditado ao fim do Programa seria de R$ 39,18. Considerando o limite máximo permitido para recebimento de bônus, que é 20%, essa família poderia ter um crédito de até R$ 77,64.

Vale destacar que, para os clientes elegíveis, a EDP informa a meta de economia de cada unidade consumidora e a redução de consumo alcançada em relação ao mesmo período do ano anterior na fatura de energia elétrica. Com isso, é possível acompanhar a evolução do consumo e readequar hábitos familiares de maneira a fazer jus ao bônus.

“Apesar das chuvas ocorridas nos últimos meses e de uma leve melhora nos níveis dos reservatórios brasileiros, o momento de escassez hídrica nos desafia a usar a eletricidade de forma cada vez mais consciente. O sistema de bônus é uma forma de reconhecer o esforço da população em contribuir para a mitigação dos impactos da falta de chuvas, ajudando o País a superar esse momento”, afirma Vilmar Abreu, gestor de Excelência ao Cliente da EDP.

Para mais informações sobre o Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica e dicas de uso eficiente da energia, acesse:  www.edp.com.br/seliganoconsumo