Estadão

Alemanha: CPI sobe 5,2% na comparação anual de novembro (maior ritmo desde 1992)

Os preços ao consumidor da Alemanha subiram fortemente em novembro, registrando sua maior leitura desde junho de 1992 e confirmando dados preliminares, informou o escritório de estatísticas Destatis nestaa sexta-feira, 10. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) alemão avançou 5,2% em novembro ante igual mês do ano passado, medido pelos padrões nacionais, e aumentou 6,0% no ano pelos padrões harmonizados da União Europeia, ambos em linha com as previsões dos economistas consultados pelo <i>The Wall Street Journal</i>. Na comparação mensal, o CPI alemão caiu 0,2% em novembro pelos padrões nacionais e aumentou 0,3% pelos padrões da UE.

O aumento na taxa de inflação foi causado principalmente por efeitos de base devido aos preços mais baixos em 2020, disse o escritório de estatísticas. Nesse contexto, a redução temporária do imposto sobre o valor agregado e a queda acentuada nos preços dos produtos de óleo mineral também tiveram um efeito de alta sobre a taxa de inflação geral, disse Destatis.

Fatores adicionais incluíram a introdução de preços de dióxido de carbono em janeiro e os efeitos relacionados à pandemia, como aumentos de preços marcados durante o estágio de recuperação econômica, disse o escritório de estatísticas.