Início » Bolsas da Ásia fecham na maioria em alta, seguindo NY após acordo sobre dívida
Estadão

Bolsas da Ásia fecham na maioria em alta, seguindo NY após acordo sobre dívida

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, 8, seguindo o comportamento de Wall Street, depois de o Congresso dos EUA aprovar um acordo provisório para manter a Casa Branca financiada até dezembro.

Na China continental, onde os mercados retomaram os negócios após feriado de uma semana, o Xangai Composto subiu 0,67%, a 3.592,17 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,79%, a 2.413,92 pontos. Dados de atividade (PMIs) mostraram que o setor de serviços chinês e a atividade econômica como um todo voltaram a se expandir em setembro.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei teve valorização de 1,34% em Tóquio, a 28.048,94 pontos, e o Hang Seng registrou alta de 0,55% em Hong Kong, a 24.837,85 pontos.

Na quinta-feira, as bolsas de Nova York tiveram mais um dia de ganhos, após o Congresso americano aprovar a elevação do teto da dívida dos EUA até dezembro, evitando, temporariamente, o que seria um calote federal sem precedentes em Washington.

Alguns mercados asiáticos, porém, ficaram no vermelho hoje. O sul-coreano Kospi caiu 0,11% em Seul, a 2.956,30 pontos, e o Taiex recuou 0,44% em Taiwan, a 16.640,43 pontos.

Investidores da Ásia e de outras partes do mundo também aguardam o último relatório de emprego dos EUA, que será publicado às 9h30 (de Brasília) e é determinante para os rumos da política monetária do Federal Reserve (Fed, o BC americano). Nas últimas semanas, o Fed vem sinalizando a disposição de começar a retirar estímulos antes do fim do ano.

Na Oceania, a bolsa australiana também acompanhou Wall Street, e o S&P/ASX 200 avançou 0,87% em Sydney, a 7.320,10 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires).

Comentar

Clique aqui para comentar