Estadão

Cautela externa e com PEC impede alta do Ibovespa apesar de nova alta do minério

De olho na leitura do relatório da PEC dos Precatórios esta manhã e em meio à cautela externa, o Ibovespa abriu o pregão em queda, depois de subir 1,50% na véspera, aos 103.653,82 pontos. O líder do governo e relator da proposta no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), protocolou o texto há pouco na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Casa. O projeto não trouxe mudanças além das apresentadas ontem. No entanto, o líder do MDB, Eduardo Braga, afirmou que o partido pedirá vista para votar PEC dos Precatórios só na terça, o que tende a atrasar o processo.

Após afirmação e a divulgação de dados da economia americana, o Ibovespa acentuou a queda, renovando mínimas, depois de diminuir o ritmo mais cedo e de ter iniciado o pregão na faixa dos 103 mil pontos. A piora coincide com a divulgação de indicadores da economia americana, o que provocou aceleração dos juros dos títulos dos Estados Unidos e acentuou o recuo dos índices futuros de Nova York.

O PIB dos EUA subiu 2,1% no terceiro trimestre ante o anterior (segunda leitura), na comparação com previsão de 2,2%. Já o índice de inflação mais acompanhado pelo Fed, o PCE, avançou a 5,3% no terceiro trimestre ante o anterior. Os pedidos de auxílio-desemprego, por sua vez, caíram 71 mil na semana nos EUA, a 199 mil, ante previsão de 260 mil.

"Dados mostram que a economia americana, de fato, está crescendo, voltando a retomar", afirma o estrategista-chefe do Grupo Laatus, Jefferson Laatus, no sentindo de que os juros poderão subir mais cedo nos EUA. "E o MDB pedindo vista para votar PEC dos Precatórios só na terça também estressou", completa. Às 10h46, o Ibovespa cedia 0,95%, aos 102.673,52 pontos, na mínima.

Além disso, o feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos impõe cautela e, na Europa, as bolsas também caem, diante do avanço da pandemia de coronavírus no continente e ainda em meio a novo dado indicando desaceleração da atividade na Alemanha.

Nem mesmo a nova valorização do minério de ferro na China e o novo Plano Estratégico da Petrobras impedem a queda do Ibovespa, apesar de as ações da Vale ainda subirem, porém desacalerando em relação a mais cedo. Às 10h54, subiam apenas 0,36%, enquanto as outras ligadas ao setor passavam a ceder. Petrobrás caía perto de 1%.

Ainda que o texto da PEC protocolado hoje na CCJ do Senado não tenha apresentado alterações, isso ainda pode acontecer, dado que a votação na Casa está prevista para acontecer no próximo dia 30. "Nada está garantido. O texto pode voltar a sofrer alterações até o dia da votação. Aí, as coisas podem mudar de rumo. O mercado quer mais segurança", afirma Laatus.

No Brasil, a melhora observada no fechamento de ontem será desafiada pelo mau humor externo, enquanto os agentes digerem o texto alterado da PEC e a leitura do texto da PEC, avalia o economista Silvio Campos Neto, sócio da Tendências Consultoria, em nota. "Diante de manobras que elevam os riscos fiscais, apenas a redução de incertezas com o avanço da proposta justifica o alívio observado na véspera", completa Campos Neto.

"Pode ser que o índice fique levemente positivo. Porém, teremos muitos dados econômicos que serão divulgados ao longo do dia no Brasil e no exterior", alerta Nicolas Merola, analista CNPI de ações e fundos da Inversa. "Vamos esperar a abertura de Nova York. Este espaço entre a abertura do Ibovespa e de NY ficou maior por conta do fim do horário de verão nos EUA. Pode fazer com que toda a percepção mude."

Às 10h56, o Ibovespa caía 1,10%, aos 102.506,59 pontos.

Tags