Início » Cineasta Fábio Rodrigo é o convidado da próxima live do Festival Filme Possível
Variedades

Cineasta Fábio Rodrigo é o convidado da próxima live do Festival Filme Possível

Quarto encontro promovido pelo festival vai debater processos de criação de curtas, bem como a realização e os caminhos de futuros eventos cinematográficos

O Festival de Cinema Filme Possível, evento 100% online e gratuito viabilizado pelo Funcultura de Guarulhos e pela Lei Aldir Blanc, traz o cineasta Fábio Rodrigo no seu quarto encontro virtual aberto ao público com profissionais do setor cinematográfico. A atividade poderá ser vista no canal do Youtube do festival, na próxima sexta-feira, 12/03, a partir das 19h.

Idealizador e curador do evento, o cineasta Guilherme Severo vai mediar o debate com o Fábio – um dos mais atuantes profissionais do chamado “cinema de quebrada” – e que terá a participação de Edson Murata, conhecido no cine clubismo guarulhense. Durante a live, haverá uma discussão sobre os processos de criação de curtas, bem como a realização e os caminhos dos futuros festivais cinematográficos no Brasil.

“Tenho certeza de que eles têm muito a acrescentar ao público que acompanha o Filme Possível. Edson Murata é bastante conhecido em Guarulhos e já fez muito pela produção audiovisual da cidade, enquanto Fábio é a representação fiel do espírito do nosso festival. Um profissional que começou com pouquíssimos recursos e, hoje, tem sua obra reconhecida no Brasil e em outros países”, disse Severo.

Premiado no consagrado Festival de Cinema de Gramado, em 2016 e 2018, Fábio Rodrigo produziu três filmes neste seu início de carreira: Lúcida, Kairo e Entre Nós e o Mundo. Os filmes serão publicados no canal do Filme Possível no Youtube.

“Fiquei muito feliz com o convite e com a homenagem do festival. Vou falar um pouco sobre a caminhada dos meus filmes, desde o primeiro, feito de forma totalmente artesanal e amadora, até chegar aos grandes festivais do país e receber premiações importantes”, pontuou Fábio.

Sua primeira produção foi Lúcida, filme que dirigiu com Caroline Neves, em 2015. Segundo o cineasta, a filmagem foi realizada com uma câmera fotográfica e lâmpadas caseiras, sendo que a edição da obra foi feita em um programa gratuito disponível na internet.

“Tirando a Oceania, ele foi exibido em todos os continentes. Aqui, venceu o prêmio de melhor filme no Festival de Gramado”, recordou Fábio.

Kairo, segundo curta do cineasta, produzido em 2018, passou pelos eventos Festival de Brasília e Curta Cinema do Rio, além de ter garantido outro prêmio a Fábio em Gramado: o de melhor diretor. “Kairo também foi exibido em salas comerciais, algo que é muito difícil para um curta, em sessões conjuntas com o longa Los Silêncios, da diretora Beatriz Seigner, por meio de uma parceria com a Vitrine Filmes”, destacou.

Por fim, Entre Nós e o Mundo é um filme que narra uma história muito pessoal de Fábio. Ficou entre os 10 melhores curtas do ano na Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE), também figurou com destaque no Festival SESC Melhores Filmes de 2020, além de ter chegado ao TOP 10 no Festival Internacional de Curtas de São Paulo, em 2019.

“Espero que a live incentive a produção local e quebre alguns paradigmas. Quero que os realizadores que estão começando e sonham em seguir esse caminho entendam melhor como foi para mim e saiba que é, sim, possível produzir um filme de qualidade, mesmo sem tantos recursos”, completou. 

Serviço

Festival de Cinema “FILME POSSÍVEL”

Encontro Virtual com Fábio Rodrigo e Edson Murata

Sexta-feira, dia 12/03, às 19h – evento online e gratuito

Informações sobre as demais atividades do festival: http://www.filmepossivel.com.br