Estadão

Clubes decidem que Brasileirão seguirá sem público em setembro; Flamengo se isola

O Campeonato Brasileiro seguirá sem público nas arquibancadas pelo menos até outubro. Essa foi a decisão de representantes de 19 dos 20 clubes da Série A, que se reuniram na manhã desta quarta-feira para deliberar sobre o tema. O Flamengo – que conta com liminar obtida junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e conseguiu liberação da prefeitura do Rio de Janeiro para colocar torcedores em "eventos-teste" no Maracanã – se recusou a mandar representante e pretende jogar com torcida nas suas três próximas partidas como mandante.

A insistência do clube carioca em contar com torcedores no estádio fará com que todos os demais que disputam o Brasileirão acionem o STJD, em conjunto, para derrubar a liminar. Há consenso entre as agremiações que a liberação de público só deve acontecer quando ocorrer para todo mundo, sob o risco de interferir na isonomia da competição. Além disso, ficou decidido que, caso o Flamengo (ou qualquer outro clube) insista em levar torcida se valendo de decisão liminar, a rodada inteira ficará suspensa.

Antes mesmo da realização do encontro, o Flamengo emitiu nota em que dizia não reconhecer a competência da CBF e dos demais clubes para deliberar sobre o retorno da torcida aos estádios. "Desde que as autoridades públicas permitiram o retorno do futebol sem público (sic), o Flamengo sustenta, de forma clara e inequívoca, que não cabe à CBF ou aos clubes deliberar acerca da existência ou não de público nos estádios, por não se tratar de matéria de sua competência desportiva", disse um trecho de comunicado oficial publicado no site do clube.

"EVENTOS-TESTE" – Na última segunda-feira, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro autorizou que o Flamengo realizasse três partidas com a presença de público no estádio do Maracanã. Considerados "eventos-teste", os jogos estão condicionados a cumprimento rigoroso protocolo sanitário apresentado pelo próprio clube.

As partidas liberadas pela SMS são Flamengo x Grêmio, jogo da volta das quartas de final da Copa do Brasil (no próximo dia 15); o duelo entre as duas equipes válido pelo returno do Brasileirão (dia 19); e a semifinal da Copa Libertadores contra o Barcelona de Guayaquil, do Equador, no dia 22. O público permitido em cada uma das partidas será de 35%, 40% e 50% da capacidade do Maracanã, respectivamente.

Pelo protocolo apresentado, a compra de ingresso estará condicionada a um cadastro online, com comprovante de vacinação e teste RT-PCR ou antígeno para covid-19 de até 48 horas antes do jogo, em laboratório credenciado pelo Flamengo.

Também ficou definido que, durante as partidas, deverá ser mantido distanciamento social de um metro em planos de assentos disponíveis e uso de máscaras. No pós-jogo, a SMS fará o acompanhamento dos torcedores presentes por 15 dias.