Estadão

Conheça os vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2021

A Biblioteca Nacional divulgou nesta sexta-feira, 12, os vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2021. São oito categorias e o vencedor de cada uma delas ganha R$ 30 mil. Concorreram livros de autores brasileiros publicados no País entre maio de 2020 e abril de 2021.

Entre os premiados estão João Anzanello Carrascoza, em contos, e Marcelo Labes, em romance. Há apenas uma mulher entre os vencedores.

<b>Prêmio Biblioteca Nacional 2021</b>

<b>Conto – Prêmio Clarice Lispector </b>

1º lugar: Tramas de meninos, de João Anzanello Carrascoza (Alfaguara)

2º lugar: A ordem interior do mundo, de Franklin Carvalho (7 Letras)

3º lugar: Suíte carioca e outros contos esquisitos, de Álvaro Marins de Almeida (Graphia)

Júri: Eduardo Cesar Maia, Jayme Chaves e Roland Robson

<b>Ensaio Literário – Prêmio Mário de Andrade</b>

1º lugar: Kafka e Schopenhauer: zonas de vizinhança, de Maurício Arruda Mendonça (Eduel – Editora da Universidade Estadual de Londrina)

2º lugar: Como ler os russos, de Irineu Franco Perpetuo (Todavia)

3º lugar: Romance de formação: caminhos e descaminhos do herói, organização de Maria Cecilia Marks e Marcus Vinícius Mazzari (Ateliê Editorial)

Júri: Biagio D Angelo, Júlio França e Rodrigo Xavier

<b>Ensaio Social – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda</b>

1º lugar: Cidadãos e contribuintes: estudos de história fiscal, de Wilma Peres Costa (Alameda Casa Editorial)

2º lugar: Mães infames, filhos venturosos: Trabalho, pobreza, escravidão e emancipação no cotidiano de São Paulo (século XIX), de Marília B. A. Ariza (Alameda Casa Editorial)

3º lugar: Mãe Pátria: a desintegração de uma família na Venezuela em colapso, de Paula Ramón (Grupo Companhia das Letras)

Júri: Eduardo Matos, Gabriel Guimarães e Remo Mannarino

<b>Literatura infantil – Prêmio Sylvia Orthof</b>

1º lugar: Tanta chuva no céu, de Volnei Canônica (Editora do Brasil)

2º lugar: Sona – Contos africanos desenhados na areia, de Rogério Andrade Barbosa (Editora do Brasil)

3º lugar: A Caçada, de Guilherme Karsten (HarperCollins Brasil)

Júri: Amanda Cordeiro, Irma Galhardo e Marília Fichtner

<b>Literatura Juvenil – Prêmio Glória Pondé </b>

1º lugar: Ex Libris, de Fabio Brust (Avec Editora)

2º lugar: Peças de um dominó, de Pedro Tavares (Edições SM)

3º lugar: Júlia: nos campos conflagrados do Senhor; de B. Kucinski (Alameda Casa Editorial)

Júri: Ana Cláudia da Silva, Henrique Cláudio dos Reis e José Nicolau Gregorin

<b>Poesia – Prêmio Alphonsus de Guimaraens</b>

1º lugar: Textos para lembrar de ir à praia, de Rodrigo Luiz P. Vianna (Editora Reformatório)

2º lugar: O movimento dos pássaros, de Micheliny Verunschk (Martelo Casa Editorial)

3º lugar: Casa do Norte, de Rodrigo Lobo Damasceno (Editora Corsário-Satã)

Júri: Maria José Lemos (Masé Lemos, Mônica Fagundes e Raquel Madanêlo

<b>Romance – Prêmio Machado de Assis </b>

1º lugar: Três porcos, de Marcelo Labes (Caiaponte Edições)

2º lugar: Fé no Inferno, de Santiago Nazarian (Companhia das Letras)

3º lugar: Depois de tudo tem uma vírgula, de Elizabeth Cardoso (Patuá)

Júri: Daniel Laks, Fernando Maués e Giselle Agazzi

<b>Tradução – Prêmio paulo Rónai </b>

1º lugar: Feitiços Charmes, de Paul Valéry, traduzida por Roberto Zular e Álvaro Faleiros (Iluminuras)

2º lugar: Rei Lear, de William Shakespeare, traduzida por Lawrence Flores Pereira (Companhia das Letras)

3º lugar: Febre tropical, de Juliana Delgado Lopera, traduzida por Natalia Borges Polesso (Editora Instante)

Júri: Dirceu Villa, Leonardo Antunes e John Milton