Estadão

Eduardo Guardia, ex-ministro da Fazenda, morre aos 56 anos em SP

Morreu nesta segunda-feira, 11, o economista e ex-ministro da Fazenda Eduardo Guardia. CEO da BTG Pactual Asset Management, Guardia tinha 56 anos. O falecimento foi confirmado pela assessoria do BTG Pactual. Mas a causa da morte não foi informada ainda. Segundo informações extraoficiais, ele teria sido vítima de um câncer.

À frente da gestora de recursos do BTG Pactual no Brasil há quase três anos, Guardia está no rol dos economistas com extensa experiência dos dois lados do balcão. Na seara privada, além do atual posto de CEO da BTG Asset, atuou ainda como diretor-executivo de Produtos da BM&FBovespa, hoje B3.

No setor público, foi ministro da Fazenda no governo Michel Temer. Antes disso, foi secretário-executivo do mesmo órgão, secretário do Tesouro Nacional na gestão Fernando Henrique Cardoso e secretário de Fazenda de Geraldo Alckmin, no Estado de São Paulo.

De perfil técnico, Guardia era doutor em Economia pela Universidade de São Paulo (USP). Durante seu tempo à frente do Ministério da Fazenda, hoje Economia, Guardia era conhecido por ser duro na defesa técnica dos interesses econômicos, sobretudo na relação com o Legislativo.