Cidades

Em meio à alta de casos de violência, vereador em Guarulhos apresentou diversos projetos de proteção aos idosos

Segundo o Disque 100, central de atendimento que recebe denúncias de violação de direitos humanos, o número de chamadas para reportar alguma violência contra idosos subiu 53% no primeiro ano de pandemia, que já vitimou centenas de milhares de pessoas dessa faixa etária. Em Guarulhos, o vereador Lamé comandou uma série de projetos para que o município seja referência em ações que protegem e beneficiam a população com mais de 60 anos.

Dentre os projetos voltados aos idosos, a lei dispõe sobre a obrigatoriedade da afixação de cartazes com a frase “Desrespeitar, negligenciar ou prejudicar idosos é crime” em ônibus, repartições públicas municipais, postos e unidades básicas de saúde, hospitais, CEUs, centrais do Fácil e bancos. Ainda foi dele a lei que determina a afixação de aviso sobre o direito do idoso de ter acompanhante nas unidades de saúde de Guarulhos.

Lamé também é autor do Programa Academia na Praça 60+, implantado durante sua gestão como Secretário de Direitos Humanos. Na Câmara Municipal de Guarulhos, implantou a Frente Parlamentar de Defesa do Idoso, durante sua presidência realizou diversas audiências públicas e eventos para ouvir as demandas da população idosa.

Além dos projetos já mencionados, são de autoria do vereador Lamé, por exemplo, o Serviço S.O.S. Racismo em Guarulhos, a implantação do caminhão Cata-Treco, a campanha de substituição das sacolas plásticas por outras de papel ou material inofensivo a natureza, a lei que trata de obrigar as empresas privadas, públicas ou mistas, concessionárias dos serviços públicos em Guarulhos, a consertar os danos causados às vias públicas, em decorrência de seus serviços e o projeto que concede desconto de até 5% no imposto para imóveis que tiverem calçadas acessíveis e arborizadas.

Jornalista, Lamé cobriu os grandes acontecimentos políticos das décadas de 80 e 90, como os comícios pelas Diretas Já. Em 1982, ganhou o prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, do sindicato dos Jornalistas de São Paulo, por publicar uma série de reportagens contra a violência.

Lamé foi eleito vereador pela primeira vez em 2008. Em 2015 ocupou o cargo de Secretário de Trabalho em Guarulhos. Em 2017 foi nomeado o primeiro secretário municipal dos Direitos Humanos da cidade. Frente à Pasta, ainda implantou o Centro de Referência em Direitos Humanos, no bairro Pimentas, onde se concentra grande parte da população vulnerável de Guarulhos, levando para os moradores, programas, serviços e benefícios do poder público. Ele também inaugurou a primeira Casa Abrigo para Mulheres Vítimas de Violência de Guarulhos.