Saúde

Estado ultrapassa 80% da população com vacinação completa contra Covid-19

O Estado de São Paulo ultrapassou nesta sexta-feira (21) a marca de 80,1% da população com esquema vacinal completo contra COVID-19. Mais de 90 milhões de doses foram aplicadas neste último ano de campanha nos 645 municípios do estado.

SP é o Estado que mais vacina no Brasil, em números absolutos e percentualmente, e nesta semana ampliou a campanha de imunização para as crianças com a distribuição de 4 milhões de doses da Coronavac, liberada ontem (20) para uso no público infantil.

Até as 19h de hoje, o Vacinômetro registrava 90.000.069 doses aplicadas. Entre o total absoluto de vacinas até o momento, 38.532.929 milhões são referentes à primeira dose, 35.922.911 milhões de segunda, 1.198.202 milhão de dose única e 14.346.027 dose adicional.

Somente três países no mundo, que tem a população igual ou maior do que SP, alcançaram este índice de cobertura vacinal, sendo eles China, Espanha e Coreia do Sul.

“Os profissionais de saúde dos municípios tem trabalhado intensamente para ampliar a cobertura vacinal e imunizar o quanto antes as crianças de 5 a 11 anos. Fundamental que os pais levem seus filhos para se vacinar, pois as vacinas disponíveis são seguras e eficazes. Um alerta também para os jovens e adultos que ainda não tomaram a segunda dose para retornar aos postos de vacinação para completar o esquema vacinal”, destaca a coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula.

Segunda dose e dose adicional

O Estado de São Paulo registrou queda de 5% no número de faltosos da segunda dose da vacina contra Covid-19 em uma semana, e está convocando 2,3 milhões de pessoas que ainda não tomaram a segunda dose da vacina de Covid-19 para que busquem os postos para se imunizar e, assim, concluir o esquema vacinal.

O balanço contabiliza 634,5 mil pessoas que ainda precisam completar o esquema vacinal com o imunizante do Butantan/Coronavac, outras 602,6 mil da Fiocruz/AstraZeneca/Oxford e 1,1 milhões da Pfizer/BioNTech.

Para completar o esquema vacinal contra Covid-19, são necessárias duas doses para a vacina do Butantan (intervalo de 28 dias), da Fiocruz (8 semanas) e Pfizer (21 dias). Caso o prazo seja ultrapassado, é fundamental que o cidadão procure um posto assim que possível para orientações e para completar a imunização. O esquema vacinal da Janssen prevê apenas uma dose.

 

Com relação a dose adicional, SP avançou com a vacinação e já aplicou mais de 14 milhões de doses adicionais. Com o objetivo de obter o esquema vacinal completo de toda a população, o Estado reduziu o intervalo de 5 para 4 meses o intervalo de aplicação da dose adicional com base nas recomendações do Comitê Científico e de estudos internacionais.