Polícia

Funcionários temem retorno de homem que atacou cachorro com faca em posto no Macedo

Na última quinta-feira, 12/8, um homem tentou matar um cachorro dentro de um posto de gasolina no Macedo. A história, publicada com exclusividade pelo GuarulhosWeb, ainda provoca receio nos tutores do cãozinho Gabriel, que não escondem o medo do agressor retornar ao local.

A reportagem conversou com uma funcionária do local – que preferiu não se identificar – que relatou o retorno do homem ao posto. “Ele voltou depois procurando a chave e eu comecei a gritar, quando ele foi embora. Estamos com medo dele, sim. Do mesmo jeito que ele fez com o cachorro, ele pode pegar a gente na trairagem”, afirma a mulher.

“Ele ainda disse que mata todos os animais que vê pela frente”, completa. Apesar da denúncia, que levou a Polícia ao local, o agressor evadiu-se e não pode ser preso em flagrante.

“A gente esconde o cachorro, que não fica na loja. A gente leva ele pra passear, mas ele não é de ficar solto. Ele fica o dia todo com os funcionários. Nós adotamos mais uma cachorrinha, que fica mais na pista, e temos medo por ela também. A gente gosta de animais”, finaliza a funcionária.

Relembre o caso

Câmeras de segurança flagraram um homem tentando assassinar um cachorro a facadas na última quinta-feira, 12/8, em um posto de gasolina localizado na avenida Monteiro Lobato. No vídeo, o homem adentra na conveniência e tenta ferir o animal que, indefeso, é salvo por duas funcionárias do local que conseguem impedir o homem, que estaria embriagado, de matar o cãozinho. Curiosamente, enquanto o cliente estava na loja, momentos antes da agressão, o cachorro o recebe com rabo agitado, demonstrando alegria com a presença do agressor.

As funcionárias guardaram provas do crime, reconheceram o homem como um antigo cliente do posto e abriram um Boletim de Ocorrência.

O cãozinho, ferido na boca, passa bem. Fotos enviadas à equipe pelas funcionárias do posto mostram o sangue do animal no tênis de uma das mulheres que salvaram o cãozinho indefeso.