Cidades

Geoparque Ciclo do Ouro incentiva preservação de sítios geológicos

Estudantes, professores, pesquisadores e membros do poder público devem comparecer à audiência

O primeiro seminário do Geoparque Ciclo do Ouro de Guarulhos será realizado no Auditório do Paço Municipal, na próxima sexta-feira. A iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente visa estruturar e preservar os sítios geológicos, que tiveram destaque durante o ciclo do ouro no século 16.

Os patrimônios geológicos estão concentrados na região nordeste da cidade, especialmente ao longo do Ribeirão das Lavras, Tanque-Grande, Tomé Gonçalves, Fortaleza e Seminário Diocesano, no Lavras. Os sítios apresentam estruturas indicativas de mineração de ouro, tais como: canais, túneis e lagos de decantação.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Alexandre Kise, o primeiro passo para a preservação é o conhecimento das estruturas existentes, associado à aquisição de áreas, criação de unidades de conservação e parcerias com o setor privado.

"A criação do Geoparque Ciclo do Ouro representa um conjunto de benefícios que vai do resgate histórico do período colonial do Brasil, em Guarulhos, até a conservação paisagística e ambiental da região", afirma Kise.

O encontro é destinado principalmente aos estudantes de nível médio, universitários, professores, dirigentes escolares, pesquisadores e gestores públicos. No dia, além de conferência de especialistas no assunto, haverá o lançamento do blog "Geoparque Ciclo do Ouro – Guarulhos".