Início » Guarulhos vacinará idosos de 85 anos ou mais com a 3ª dose a partir de segunda
Saúde

Guarulhos vacinará idosos de 85 anos ou mais com a 3ª dose a partir de segunda

Foto: Sidnei Barros

Idosos com 85 anos ou mais já poderão procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Guarulhos na próxima segunda-feira (13) para tomar sua dose de reforço contra a covid-19 sem a necessidade de agendamento. Da mesma forma, os demais públicos que estão sendo imunizados pela primeira vez na fase atual não precisarão mais agendar a vacina contra o coronavírus na cidade. Basta comparecer a uma das 69 UBS.

Aqueles que já agendaram pelo portal da Prefeitura e estão com data e horário marcados terão atendimento priorizado, mas a partir da próxima semana este agendamento não será mais preciso. Para se vacinar em Guarulhos é necessário levar um documento com foto, CPF, cartão SUS e comprovante de endereço.

No caso de menores de 18 anos, eles precisam levar também o termo de assentimento preenchido e assinado pelos pais ou responsáveis legais, mesmo que estes estejam presentes no momento da vacinação. O formulário de anuência pode ser obtido no link https://bit.ly/duvidasvacinagru ou na própria UBS.

Terceira dose

Os idosos que vão receber a vacina de reforço também precisam levar o cartão de vacinação. A terceira dose contra a covid-19 na população idosa deve ser administrada com intervalo mínimo de seis meses após a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única), independentemente do imunizante aplicado. Em Guarulhos, a imunização das pessoas com 85 anos ou mais contra o coronavírus teve início em 11 de fevereiro passado.

Como este público foi vacinado na época com o imunizante Coronavac, a segunda dose deles começou a ser aplicada no início de março. Portanto, quem se imunizou dentro da fase que contemplou essa faixa etária já poderá tomar a vacina de reforço, uma vez que o lapso temporal ultrapassa seis meses da última aplicação.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • o grupo “idosos” participou da fase de testes do desenvolvimento da vacina?
    lembro-me que na época este grupo de risco não havia sido alvo dos testes…
    alguem sabe?