Estadão

Moro critica Bolsonaro por sanção da lei de improbidade administrativa

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, comentou, em publicação no Twitter, sobre o projeto que afrouxa a Lei de Improbidade Administrativa. Sancionada sem vetos pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no <i>Diário Oficial da União (DOU)</i> desta terça-feira, 26, a nova lei dificulta a punição de servidores e políticos por práticas como a de enriquecimento ilícito, dano ao erário e outras irregularidades. "Hoje (ontem) foi publicada a lei que, na prática, acaba com as punições de políticos por improbidade administrativa. As mudanças relatadas por deputado do PT retiram de cena mais um instrumento contra à corrupção. O Presidente da República poderia ter vetado, mas preferiu o retrocesso", escreveu Moro na rede social.