Estadão

Na China, Xi Jinping pede esforço conjunto no combarte à covid-19

O presidente da China, Xi Jinping, cobrou um esforço conjunto para derrotar a covid-19. Segundo ele, o vírus ressurge com transmissão "ainda mais rápida" e representa uma "séria ameaça à vida e à saúde das pessoas", com um peso considerável sobre a economia global.

Ele cobrou que a vida das pessoas seja colocada "em primeiro lugar", com cooperação internacional ativa em pesquisa e desenvolvimento, produção e distribuição de vacinas, um impulso na governança da saúde pública global, linhas conjuntas e múltiplas de defesa contra o vírus e um trabalho global conjunto pela saúde de todos. A declaração é dada em meio a ceticismo em parte da comunidade internacional sobre a política de "covid zero" da China, com "lockdowns" para evitar a disseminação da doença.

Xi discursou em evento online que celebrava o 70º aniversário do Conselho da China para a Promoção do Comércio Internacional. O líder chinês pediu também que seja dado mais vigor ao comércio e aos investimentos, o que pode acelerar a retomada global. Ele defendeu igualmente que seja estimulada a inovação para impulsionar o desenvolvimento, além de defender melhoras na governança global.

A China ainda reiterou o compromisso de manter sua economia aberta ao mundo, fomentando um ambiente de negócios baseado nos princípios de mercado, segundo Xi.