Economia

Petrobras reajusta em 15% o preço do GLP de uso industrial, comercial e granel

O preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) nacional está em média 15% mais caro desde o último sábado, 13. O reajuste, o primeiro adotado pela Petrobras desde janeiro de 2010, é válido para o GLP destinado aos usos industrial, comercial e granel. O GLP utilizado nas residências e comercializado em botijões de até 13 quilos, conhecido como gás de cozinha, não foi reajustado. O preço, nesse caso, não sofre aumentos desde 2002, segundo a Petrobras.

O reajuste médio de 15%, variável conforme o ponto de venda da estatal, abrange 25% do consumo nacional de GLP. De acordo com a Petrobras, o segmento residencial responde pelos 75% restantes. Os preços do GLP residencial “continuam abaixo dos valores internacionais”, destacou a Petrobras em nota.