Estadão

Presidente do Barça promete medidas para evitar invasão de rivais no Camp Nou

A temporada difícil do Barcelona parece não ter fim. Os problemas agora se espalharam para as arquibancadas, literalmente, e também para a área administrativa do clube. Na quinta-feira, jogadores, comissão técnica e os fãs do Barça foram surpreendidos por uma "invasão" de torcedores do Eintracht Frankfurt em jogo que decretou a eliminação do time espanhol na Liga Europa. O presidente Joan Laporta prometeu medidas para evitar novos episódios como esse.

"Foi uma vergonha termos passado por isso aqui. Não pode acontecer de novo. Temos muitas informações sobre o que aconteceu e precisamos de tempo para avaliar tudo. E aí vamos tomar medidas, vamos explicar cada uma delas. Isso não pode acontecer de novo porque foi um ultraje", declarou o mandatário do clube catalão.

Na quinta, o Camp Nou recebeu cerca de 25 mil torcedores do Eintracht Frankfurt, na partida da volta das quartas de final da Liga Europa, segunda competição de clubes mais importante da Europa. Em tese, o clube espanhol teria disponibilizado apenas 5 mil aos visitantes. Nesta sexta, o Barcelona garantiu que não vendeu mais do que este número aos fãs alemães.

"Não podemos evitar algumas situações, mas a partir de agora teremos que ser mais restritos e observar melhor o que permitimos (nas vendas) para evitar situações como essa no futuro. Experimentamos uma situação indesejada. Como torcedor do Barça, me sinto envergonhado e lamento muito pelo que vimos no estádio", disse Laporta.

A presença maciça dos torcedores do Eintracht no estádio levou até uma das organizadas do Barcelona a deixar o jogo, em protesto, no início do segundo tempo. Ao fim da partida, até o técnico Xavi Hernández reclamou da situação. Ele se disse envergonhado pela situação e lamentou o episódio.

"Não nos ajudou a atmosfera do estádio. Parecia uma final em campo neutro. O clube deve estar checando o que aconteceu", criticou o treinador, acostumado a estar em campo, como jogador, diante de quase 90 mil torcedores do próprio Barcelona.