Cidades

Proguaru limpa bueiros no Jardim Okoyama mas “esquece” sujeira jogada na rua

Moradores dizem que trabalho foi feito "pela metade"

Os moradores das ruas 4 e 5, do Jardim Okoyama, ficaram satisfeitos com os trabalhos de limpeza e desentupimento dos bueiros, realizados pela Proguaru. Porém, reclamam que o serviço foi feito pela metade.

Isso porque toda a sujeira retirada das bocas de lobo foi amontoada em um trecho da Rua 4, justamente onde, segundo moradores, a águas das chuvas escorre pela Rua 5 em direção a uma canaleta que desemboca num córrego que corta o bairro. "O problema dessa sujeira é o seguinte: se chover ela escorre junto com a água para as casas construídas abaixo do nível da rua", diz o comerciante Severino Rodrigues da Silva Filho, 44 anos, morador da Rua 4.

A limpeza dos bueiros ocorreu na última segunda-feira, 23, após publicação de reclamação em reportagem do HOJE, no último dia 17. "A limpeza foi boa, mas o trabalho não pode ser feito pela metade", continuou Silva Filho.

Após a retirada e a colocação dos resíduos em um espaço da rua, funcionários da Proguaru estiveram no local e removeram parte do lixo, mas deixaram o restante. "Aí não adianta nada", finalizou o comerciante.