Economia

Setor de serviços cresce 5,1% no 3º trimestre, diz IBGE

A receita nominal bruta dos serviços cresceu 5,1% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período anterior. Foi a menor taxa da série histórica da Pesquisa Mensal de Serviços, iniciada em janeiro de 2012, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No segundo trimestre, a alta tinha sido de 6,2%.

Segundo Roberto Saldanha, técnico da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE, a realização da Copa do Mundo no País justifica o desempenho ruim do setor. “Julho e agosto foram meses parados. A retomada (dos serviços) foi a partir da segunda quinzena de agosto”, explicou Saldanha.

Os resultados da receita em julho e agosto ficaram também no piso da série histórica, com crescimento nominal de 4,6% e 4,5%, respectivamente. O segmento esboçou reação em setembro, com alta de 6,4%, mas ainda insuficiente para recuperar o ritmo perdido nos meses anteriores.

“O crescimento em setembro não foi suficiente para recuperar o resultado do trimestre. Tivemos um terceiro trimestre bom no ano passado, e o crescimento menor este ano em julho e agosto resultou nesse resultado baixo no terceiro trimestre”, lembrou o pesquisador do IBGE.

Comentar

Clique aqui para comentar