Estadão

Agricultura: País adere a compromisso global para redução de emissões de metano

O Brasil aderiu ao compromisso global para redução das emissões de metano e também à declaração de Glasgow sobre florestas e uso da terra, informou na tarde desta quarta-feira, 3, o Ministério da Agricultura. "Essas iniciativas já haviam sido assumidas pelo país em sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC) sob o Acordo de Paris. Nossa NDC inclui, entre outros gases, o metano e o dióxido de carbono", disse em nota assinada também pelos ministérios do Meio Ambiente e das Relações Exteriores.

"O Brasil, ao aderir ao compromisso global sobre metano, demonstra a todos, uma vez mais, que já possui programas que tratam do tema, como, por exemplo:

– a Política Nacional de Resíduos Sólidos;

– o Programa Nacional Lixão Zero, que extinguiu cerca de 20% dos lixões no País. Esse programa também foi responsável por mudanças regulatórias que possibilitaram a conversão de lixo em energia.

Com isso, abriu-se o caminho para a inclusão da modalidade de "recuperação energética de resíduos sólidos urbanos";

– Plano ABC+, que é referência mundial de política pública na promoção de tecnologias e práticas sustentáveis, com meta de redução de emissão de gases de efeito estufa, entre eles o metano, de 1,1 bilhão de toneladas no setor agropecuário até 2030.

O Brasil é, portanto, parte da solução aos desafios da mudança do clima."