Estadão

Airton Cascavel, ex-assessor de Pazuello, é preso por suspeita de estupro

Ex-assessor do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, Airton Antonio Soligo, ou Airton Cascavel, como é conhecido, foi preso em Boa Vista (RR). Soligo é suspeito de estuprar uma jovem de 18 anos. A prisão preventiva foi feita pela Polícia Civil de Santa Catarina. Segundo nota da corporação, policiais civis de Joinville viajaram ao Estado de Roraima e cumpriram o mandado.

De acordo com a investigação da polícia catarinense, o abuso sexual teria sido praticado na casa da mãe do investigado, em Joinville, tendo como vítima uma jovem que trabalhava como cuidadora da mãe de Soligo.

Após a adoção das formalidades legais, diz nota da polícia, realizadas com o apoio do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (NPCA) e da Polícia Civil de Roraima, Cascavel será encaminhado para a audiência de custódia com o Poder Judiciário.

Ao <i>G1</i>, a Polícia Civil catarinense informou que a prisão foi feita a partir de uma denúncia pelo telefone 181. O caso foi investigado e motivou o pedido de prisão preventiva.

<b>Assessor informal </b>

O empresário e ex-deputado atuou durante meses como assessor do então ministro Pazuello de modo "informal", sem estar oficialmente nomeado para o cargo. Soligo também foi um dos ouvidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no ano passado.