Início » Bolsonaro recua em ataques ao STF e diz que “não teve intenção de agredir os poderes”; Doria provoca
Política

Bolsonaro recua em ataques ao STF e diz que “não teve intenção de agredir os poderes”; Doria provoca

Dois dias após as manifestações do 7 de setembro, o Presidente Jair Bolsonaro emitiu uma nota, em tom amistoso, afirmando que “não teve intenção de agredir os poderes”. A publicação acontece no mesmo dia em que o chefe do Executivo gravou áudio pedindo para que os caminhoneiros que o apoiam liberassem as vias bloqueadas no País.

Na carta, Bolsonaro também afirma que “nunca teve nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes” e que suas palavras “por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum”.

A respeito das divergências com o Ministro do STF, Alexandre de Moraes, o presidente afirmou que “devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos”. Por fim, Bolsonaro disse que “democracia é Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo”.

Doria provoca

Após o recuo no tom de Bolsonaro, o governador de São Paulo, João Doria publicou uma mensagem no seu Twitter de cunho provocativo. “O leão virou um rato. Grande dia”, escreveu Doria.

Na mesma rede social, Fernando Haddad – candidato do PT derrotado por Bolsonaro nas eleições de 2018 – se manifestou pedindo a saída do presidente. “Quanto tempo vai levar para Bolsonaro produzir uma nova crise, prejudicar ainda mais o país e em seguida pedir arrego? O país já aguentou três anos dessa estupidez. Não é o bastante? Fora!”, questionou.