Cidades

Casamento coletivo deve reunir mais de 500 casais

Thomeozão receberá a mega-cerimônia patrocinada pela prefeitura

Uma economia de pelo menos R$ 3.230,00. É este o valor que os 500 casais irão economizar participando do primeiro casamento coletivo realizado pela Coordenadoria do Fundo Social de Solidariedade da Prefeitura. Com exceção das alianças todos os procedimentos serão gratuitos.

A mega-cerimônia acontece no Dia dos Namorados, comemorado nacionalmente em 12 de junho, e os participantes terão direito a bolo, foto, vestido para as noivas e bênção ecumênica, católica e protestante. A solenidade está marcada para às 9h no ginásio Thomeozão, no Bom Clima.

Segundo informações da Prefeitura, com base nos dados da igreja católica matriz, o casamento religioso custa cerca de R$ 540. A decoração, na Floricultura Beatriz, a partir de R$ 1.800. O valor do aluguel do vestido de noiva, a partir de R$ 300, na loja Paulete. O bolo na Maria Cereja vale R$ 31, o quilo (R$ 310 bolo com 10 kg). No cartório é cobrada a taxa de R$ 280, fora os trâmites de toda documentação.

O HOJE apurou em pesquisa em lojas virtuais, que com o dinheiro, é possível comprar um televisão de LCD Full HD (Philips) no valor médio de R$ 1.500, uma máquina de lavar roupa Brastemp 8 kg, com preço de R$ 886,00 e um refrigerador Cônsul, uma porta 239 litros , por R$ 750,00. Total de R$ 3.162 e ainda sobra R$ 68 no bolso.

Os noivos já estão fazendo a assinatura dos proclamas no 2º Cartório de Registro Civil, em Cumbica. Para cobrir as eventuais despesas do enlace, o regulamento prevê parcerias entre o município com entidades privadas ou estatais, ou através de convênio com outros órgãos públicos. O Fundo Social conseguiu gratuitamente mais de 200 vestidos emprestados das lojas Paulete, Maria Melo, Mirian Butterfly e Mig Jóia de Noiva.

Comentar

Clique aqui para comentar