Início » Encontro virtual ao vivo debate produção audiovisual com a produtora Filmes de Plástico
Variedades

Encontro virtual ao vivo debate produção audiovisual com a produtora Filmes de Plástico

Live com profissionais da premiada produtora, fundada em 2009 na cidade mineira de Contagem, “irmã” de Guarulhos, é na próxima segunda-feira

O Festival de Cinema Filme Possível, evento 100% online e gratuito viabilizado pelo Funcultura de Guarulhos e pela Lei Aldir Blanc, promove sua terceira live aberta ao público na próxima segunda-feira, dia 01/03, a partir das 16h, no canal do festival no Youtube. O cineasta Guilherme Severo, idealizador do evento, receberá os diretores Gabriel Martins e Maurílio Martins, além do produtor Thiago Macêdo Correia, da produtora Filmes de Plástico, fundada na cidade de Contagem (MG) em 2009.

Em doze anos de atuação, a produtora mineira realizou filmes que já foram selecionados em mais de 200 festivais brasileiros e internacionais, como a Quinzena dos Realizadores, em Cannes; Festival de Cinema de Locarno; Festival de Rotterdam; e FID Marseille, entre outros. Ao todo, a Filmes de Plástico conquistou mais de 50 prêmios nesses eventos.

Para Guilherme Severo, será um privilégio conversar com profissionais de trajetórias tão expressivas. “A Filmes de Plástico é uma grande inspiração para qualquer realizador contemporâneo, especialmente para os periféricos”, disse o cineasta.

Ele também ressaltou que o trabalho da produtora mineira possui narrativas e processos que são muito permeados pela essência do que é o Festival Filme Possível: histórias impactantes e sensíveis, que conseguem transpor as questões materiais de realização, com criatividade e linguagem apurada.

“A ideia do festival é entender melhor a produção da cidade, exibir, discutir, debater e criar espaços de formação, mas também fazer esse intercâmbio com importantes realizadores contemporâneos. Dessa forma, ajudamos a criar novas pontes, conexões e referências a partir desses encontros”, aponta.

Segundo o cineasta, existem outros polos periféricos e também fora do eixo RJ-SP que tem produzido muita coisa interessante nos últimos anos. “A Filmes de Plástico representa bem um desses polos, pois desde os seus primeiros curtas encontramos temas muito caros aos realizadores de Guarulhos, como a construção de uma subjetividade periférica, de encontrar mais personagens diversos e criar essas narrativas a partir do olhar de dentro para fora e não mais ser representado pelo olhar estrangeiro de outros realizadores”.

Ainda de acordo com Guilherme, essa perspectiva de produção é imprescindível para se buscar as próprias histórias e encontrar as potências enquanto artistas e realizadores.

Logo após o debate desta segunda-feira, entrarão em cartaz no canal do Youtube do FILME POSSÍVEL alguns curtas produzidos pela Filmes de Plástico.

Cidades parecidas

A cidade natal da Filmes de Plástico tem algumas semelhanças com Guarulhos, onde se realiza o Festival Filme Possível. Mesmo de estados e tamanhos diferentes, os municípios possuem características em comum. “Assim como Guarulhos, Contagem fica muito próxima da capital do seu Estado e possui um aeroporto extremamente importante para a sua região. Ou seja, são cidades que compartilham muitas situações similares, como uma grande desigualdade de renda. Por isso, possuem histórias que se cruzam. Poder conversar com eles será muito especial”, completa.

Serviço

Festival de Cinema “FILME POSSÍVEL”

Encontro Virtual com os profissionais da produtora Filmes de Plástico

Segunda-feira, dia 1º/03, às 16h – evento online e gratuito

Informações sobre as demais atividades do festival: filmepossivel.com.br