Polícia

Justiça nega liberdade a suspeito de jogar noiva pela janela no Pimentas

Imagens: RecordTV

A Justiça negou o pedido de liberdade provisória a Natanael Silva, acusado de empurrar a noiva, Jheniffer, de 26 anos, da janela da residência onde moravam, na rua Brejo Grande, no Jardim Santa Maria, região do Pimentas. O caso aconteceu no último dia 6.

Um vídeo, gravado por câmeras de segurança, mostra o suspeito na janela segundos após a queda da companheira. Um vizinho chega a mencionar a aparição. Há relatos sobre uma possível briga antes do incidente, com gritos e quebras de utensílios dentro do imóvel durante a discussão.

O homem foi detido no dia seguinte ao incidente, no entanto, tanto a versão dele, quanto da noiva o inocentam. Em entrevista à RecordTV, a jovem alega que ele teria tentado segurá-la antes da queda e, por isso, aparece no vídeo.

Na decisão, a juíza Caroline Quadros da Silveira Pereira nega a liberdade alegando que “no presente caso não se apresenta a liberdade provisória”. Segundo ela, a medida busca “garantir a ordem pública atingida pela prática do crime”. A análise policial afirma que Jheniffer foi empurrada.

A mulher quebrou o dente e sofreu hematomas, mas teve a vida salva por fios da rede elétrica, que diminuíram o impacto de sua queda.