Cidades

Ocupação de UTIs para Covid-19 em Guarulhos é uma das mais baixas desde início da pandemia

 Guarulhos atingiu nesta quarta-feira, dia 7 de julho, um dos mais mais baixos índices de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 desde o início da pandemia. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, a cidade tem 83 leitos de alta complexidade ocupados entre os 137 oferecidos rede pública, incluindo os 2 hospitais estaduais e 3 municipais, numa taxa de 60,5%. Em leitos comuns para pacientes infectados pelo novo coronavírus, a ocupação é ainda menor. São 72 ocupados entre os 131 oferecidos, numa taxa de 54,9%.  

A ocupação nas UTIs dos hospitais municipais é ainda menor, de 50%, com 30 ocupados entre os 60 oferecidos. Nos estaduais, está em 68,8% (53 ocupados entre os 77 oferecidos). 

Vale lembrar que no ano passado, no auge da pandemia, e em março deste ano, durante a segunda onda, Guarulhos conviveu com índices próximos de 90%. Para amenizar a situação, neste ano, a Prefeitura contratou leitos junto à iniciativa privada, locando UTIs em um hospital particular. No ano passado, a solução foi a construção do hospital de campanha, o 3CGru, responsável por salvar mais de 600 vidas, entre os meses de março e setembro.  

As quedas nas taxas de ocupação coincidem com uma diminuição sensível nas médias móveis de novos casos e mortes em Guarulhos.  Depois de chegar em abril a 423 novos casos de média por dia, o ápice da segunda onda, desde o último dia 2, a média está abaixo de 100 por dia. Registrou 84 nesta terça-feira, dia 6, e 96 nesta quarta, 7. As mortes despencaram de 37,86 em média por dia em meados de abril para menos de 10 neste mês. Na terça-feira, foi de 9,57 óbitos e nesta quarta caiu ainda mais, fechando com 8,71 por dia.