Cidades

Tarifas de õnibus em Guarulhos já custam R$ 4,90 no Bilhete Único

A tarifa de ônibus em dinheiro em Guarulhos, desde à 0h deste domingo, dia 2,  já está custando R$ 5,00, um reajuste de 6%, em relação aos R$ 4,70 que eram cobrados nos últimos três anos, período em que as passagens permaneceram congeladas na cidade. O Vale-Transporte, pago pelas empresas e oferecidos aos funcionários, é de R$ 5,50, enquanto o cartão do sistema, que inclui o Bilhete Único, permitindo utilizar quantos ônibus foram possíveis durante duas horas, passou de R$ 4,45 para R$ 4,90

Segundo a Prefeitura, desde o último reajuste nas tarifas de ônibus de Guarulhos, no início de 2019, a inflação acumulada chegou a 20,4%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pela IBGE. Mesmo assim, as passagens nos ônibus permaneceram congeladas nos últimos três anos.

Em 2021, a Prefeitura investiu R$ 71 milhões em subsídios ao sistema de transporte municipal. Sem esse aporte, a passagem dos ônibus em Guarulhos custaria R$ 5,52 para todos os passageiros, inclusive àqueles que gozam de gratuidades, como idosos de 65 anos ou mais, estudantes e professores, conforme as planilhas de custos apresentadas à STMU e publicadas no Diário Oficial do último dia 14. Somente o óleo diesel, um dos principais insumos utilizados no transporte, aumentou, no ano de 2021, mais de 65%. Há ainda pressão de outros valores, como folha de pagamento, peças e renovação da frota, que é atualizada todos os anos.

As empresas que participam do sistema de concessão incluíram 50 novos veículos equipados com ar condicionado. Desde 2017, mais de 70% de toda a frota foi completamente renovada em Guarulhos, incluindo os micro-ônibus utilizados pelo sistema de permissionários.

Para evitar reajustes, o prefeito Guti faz parte de uma frente nacional de dirigentes municipais que pressionam o Congresso Nacional a aprovar uma lei para que a União repasse aos municípios os valores investidos nas gratuidades, como aquelas concedidas a idosos e estudantes, entre outros públicos específicos. No entanto, sem a aprovação de um projeto neste sentido até o momento, diversas prefeituras se viram obrigadas a majorar os valores.

OUTRAS CIDADES

Em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, a tarifa do transporte coletivo passou de R$ 4,80 para R$ 5.  Em Caieiras, a prefeitura divulgou que a passagem passou de R$ 4,80 para R$ 5,00. Em Mauá, passará para R$ 6,00; em Piracicaba para R$ 5,60; São Bernardo do Campo para R$ 5,10, todas acimas do que será em Guarulhos, onde a passagem subiua partir do dia 2 de janeiro.

Em Diadema, a passagem de ônibus subiu para aqueles que pagam em dinheiro, de R$ 4,65 para R$ 5,10. Para pagamento em vale transporte, a tarifa é de R$ 6. Já para quem usa o cartão SOU+Diadema, a tarifa permanecerá a mesma: R$ 4,25.

Na cidade de Campinas, os ônibus serão reajustados a partir do dia 3 de janeiro. Com os novos valores, a tarifa do Bilhete Único Comum passará de R$ 4,55 para R$ 5,15. O vale transporte passará de R$ 4,95 para R$ 5,60. Os usuários das linhas Circular-Centro (conhecida como Linhão da Saúde) que pagavam R$ 3,30, a partir do reajuste pagarão R$ 3,73.

.