Início » Argo Trekking 1.8 AT, o aventureiro da Fiat que pega o consumidor pelo visual arrojado
Carro GWeb TV

Argo Trekking 1.8 AT, o aventureiro da Fiat que pega o consumidor pelo visual arrojado

Ernesto Zanon – Do Carro Express / Imagens e Edição: Danilo Sanches

O Fiat Argo vem ganhando espaço no mercado e, aos poucos, consolidando-se entre os carros mais vendidos do país. É oferecido com três opções de motores, com versões com câmbio manual e automático de seis velocidades. Ou seja, tem modelo para diversos gostos e bolsos. Desta vez, avaliamos o Trekking 1.8 AT, o aventureiro da família, quase um SUV, com desempenho mais do que satisfatório, mas com um preço meio alto para um compacto.

O motor E.torQ de 1,8 litro sobra. Não a toa é um dos mais potentes entre seus concorrentes. São 139 cv a 5.750 rpm e torque máximo de 19,3 kgfm a 3.750 rpm (ambos com etanol). Isso se reflete em agilidade e velocidade. A Fiat informa que pode chegar aos 192 km/h de máxima, com aceleração de zero a 100 km/h em apenas 9s2 segundos. Durante a avaliação, respeitando as regras de trânsito, foi possível notar que o Argo Trekking não encontra dificuldade alguma para avançar a velocidades mais altas e com extrema rapidez. É pisar e ir adiante. O câmbio de seis velocidades responde de forma integrada.

Mas é no visual que o Trekking se diferencia e pode atrair consumidores que querem algo a mais em um modelo compacto, mas não têm condições de adquirir um SUV de verdade. O 1.8 AT vai bem além da versão Trekking 1.3 com câmbio manual. O modelo 2021 conta com novos adesivos alusivos à versão no capô, na lateral inferior e na traseira. Tem ainda suspensão elevada e o vão livre de 210 mm, sendo 40 mm mais alta em relação à versão Drive 1.3. Ela traz ainda pneus com banda de rodagem para uso misto. Esses detalhes fazem diferença inclusive no trânsito urbano, já que fica mais fácil superar obstáculos como lombadas e as “naturais” imperfeições de nossos pisos.

Ainda no visual, conta com teto bicolor de série, barras no teto pintadas em preto, assim como os retrovisores e aerofólio. Há também faróis com design em LED, moldura da caixa de rodas e do para-choque traseiro na parte inferior, logomarca da Fiat em cromo escurecido na traseira e ponteira de escapamento trapezoidal com cor exclusiva.

Completa, a versão – que tem preço próximo aos R$ 85 mil, incluindo pacotes opcionais – traz de série controles de tração e estabilidade, além de Hill Holder. A versão avaliada ofereceu ainda rodas de liga leve de 15” com acabamento escurecido, rebatimento elétrico dos retrovisores, quadro de instrumentos em TFT 7” colorido, bancos em couro bipartido com apoia braço dianteiro, sensores de chuva e crepuscular. Fora a câmera de ré, Keyless Entry n’ Go e ar-condicionado digital automático.