Cidades

Até correntes de oração são realizadas por protetores em busca de Pandora

Duas equipes especializadas continuam, quase um mês após o desaparecimento, procurando a cachorrinha Pandora. Ela sumiu da caixa de transporte da Gol durante uma conexão no aeroporto de Guarulhos.

A companhia foi obrigada judicialmente a manter a procura pelo animal. A empresa BuscaPet foi contratada e trabalha na região do aeroporto. A Loba, cachorra especializada nesse tipo de buscas, foi cedida pelo tutor de forma voluntária para ajudar. O acesso de voluntários ao local de buscas está proibido.

Pessoas ligadas à causa animal de todo o país pararam às 18h deste domingo, 9/1, para uma corrente de oração em prol de Pandora. Dezenas de imagens de altares religiosos foram compartilhadas nas redes sociais.

LEIA TAMBÉM

Sumiço de Pandora ganha ares de novela sem fim em Guarulhos